You are currently viewing Sonhar é preciso

Sonhar é preciso

O melhor e mais importante período de vendas para o comércio do ano está se iniciando. Todos os segmentos do comércio varejista estão preparados para aproveitar as datas comemorativas do período – Black Friday, Copa do Mundo e Natal – e tentar fechar 2022 com resultados de vendas positivos.

Estar preparado para incrementar as vendas significa muito trabalho. E investimento: na contratação e no treinamento de funcionários temporários; na decoração das lojas; em campanhas promocionais e de marketing. Tudo para atrair e conquistar o consumidor cada vez mais exigente.

A contratação de milhares de trabalhadores temporários pelo comércio – lembrando que grande parte dessas vagas representa o primeiro emprego para muitos jovens e oferece a possibilidade de efetivação após o período das festas de fim de ano – injeta um grande volume de recursos na economia do Rio de Janeiro por meio da geração de renda e também dos altos impostos pagos tanto pelo setor como pelos próprios consumidores. A decoração das lojas enfeita e movimenta as ruas, encanta moradores e visitantes. Lugares que têm um comércio vibrante são lugares onde todo mundo quer ir. Comércio forte atrai não apenas consumidores, mas, também, turistas.

E é no último trimestre do ano, principalmente, que o comércio lojista demonstra, de modo inequívoco, a sua importância e a sua força para o desenvolvimento social e econômico da capital e do estado do Rio de Janeiro.

No entanto, todo esse investimento e esforço do comércio para incrementar suas vendas será em vão sem o apoio efetivo e eficaz do poder público. De nada adianta gerar empregos, treinar boas equipes de vendas, enfeitar vitrines e lojas e oferecer promoções se não houver ordem urbana e segurança pública.

Os comerciantes do Rio enfrentam adversidades que os dois anos de pandemia só agravaram. Problemas antigos que são reiteradamente denunciados pelo SindilojasRio e pelo CDLRio em busca de soluções permanentes e não passageiras. Por isso, neste importante período de vendas que se inicia, é necessário e urgente que a prefeitura e o governo do estado atuem de maneira integrada e planejada para criar um ambiente seguro e acolhedor para os milhares de consumidores que irão às compras.

A reeleição do governador Cláudio Castro, que tem demonstrado sensibilidade para as questões que impedem o desenvolvimento do comércio, é a esperança de que, nos próximos quatro anos, o governo se empenhará para fortalecer o setor. Isso significa rever a alta carga tributária, investir em melhorias na segurança pública e no transporte, e em políticas de acolhimento e reinserção social e profissional do enorme contingente de pessoas em situação vulnerável, entre outros pontos. O comerciante continua fazendo a sua parte. Continua acreditando que vale a pena abrir a sua loja todos os dias. Continua acreditando que vale a pena sonhar.

***

Em outubro, a Sociedade dos Amigos das Adjacências da Rua da Alfândega – A Saara, primeiro e maior polo comercial a céu aberto da América do Sul, completa 60 anos. Parabenizando nosso diretor do SindilojasRio e ex-presidente do polo, Eduardo Blumberg, e o nosso amigo e atual presidente da entidade, Sérgio Obeid, reverenciamos a memória do grande comerciante e fundador do Saara, Ênio Bittencourt, um visionário e um defensor incansável do comércio do Rio, tendo inclusive atuado como vice-presidente do SindilojasRio. Parabenizamos também todos os lojistas do Polo Saara que fazem da região um dos lugares mais procurados do Rio por seus moradores e também por visitantes de toda parte do Brasil e do mundo. Viva a Saara!

Publicado no jornal Monitor Mercantil em 10 de outubro de 2022