You are currently viewing Lojistas esperam aumento de 5% nas vendas para o Dia das Crianças

Lojistas esperam aumento de 5% nas vendas para o Dia das Crianças

O comércio lojista está otimista com as vendas para o Dia das Crianças, esperando um crescimento de 5% em relação ao ano passado. É o que mostra a pesquisa do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro – CDLRio e do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Rio de Janeiro – SindilojasRio, realizada entre os dias 9 e 16 de setembro com 350 lojistas.

De acordo com a pesquisa, os lojistas acreditam que brinquedos (35%), roupas (25%), calçados, incluindo tênis (15%), artigos esportivos (10%), celulares (8%), jogos eletrônicos (5%) e outros (2%) serão os presentes mais vendidos.

Os lojistas estimam que o preço médio dos presentes, por pessoa, deverá ficar em torno de R$ 130,00. Como forma de pagamento, os clientes devem utilizar o cartão de crédito parcelado, seguido de Pix, dinheiro e cartão de débito.

O presidente do CDLRio e do SindilojasRio, Aldo Gonçalves, diz que a estimativa de vendas do comércio para o Dia das Crianças levou em consideração os resultados das datas comemorativas anteriores (entre elas Dia das Mães, dos Pais e dos Namorados), que não alcançaram as expectativas dos lojistas. Lembrando que o Dia das Crianças é uma das datas mais importantes para o comércio, em especial para o segmento de brinquedos, ele destaca que o setor sofre com a concorrência desleal do comércio informal, que em datas como esta inunda a cidade com produtos piratas e contrabandeados. “Apesar disso, os lojistas estão fazendo a sua parte, inovando para conquistar pais e avós e apostando nas promoções, descontos, diversificação de planos de pagamento e crédito mais fácil”, conclui Aldo.

Apostando nas boas vendas e para atrair os consumidores, os lojistas adotaram como estratégia investir na facilidade de pagamento (25%), na decoração da loja (20%), em promoção e propaganda (15%), lançamento de novos produtos (15%), kits promocionais (13%), e desconto no total das compras (12%).

A pesquisa mostra ainda que os pais (75%), os avós (18%) e os tios e padrinhos (7%) são os que mais presenteiam e que a maioria das crianças (64,5%) é que escolhe o próprio presente.