You are currently viewing Pesquisa aponta que 76% dos pequenos negócios do Rio vendem por canais digitais

Pesquisa aponta que 76% dos pequenos negócios do Rio vendem por canais digitais

Segundo o Sebrae, WhatsApp é o canal preferido dos empreendedores fluminenses

Rio – A inovação está a cada dia mais integrada à cultura empresarial. E quando é parte essencial ela se torna uma ferramenta importante para driblar a crise provocada pela pandemia de covid-19, os pequenos negócios aderiram de vez aos canais digitais para vender seus produtos. Em pesquisa realizada pelo Sebrae foi constatado que 76% dos microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte do Estado do Rio de Janeiro vendem por um ou mais canais digitais.

O WhatsApp é o preferido por 79% dos empreendedores, seguido pelo Instagram (51%), Facebook (47%), loja virtual própria (15%) e aplicativos de entregas ou serviços a domicílios (9%). Em compensação, o levantamento apontou que 24% dos pequenos negócios optaram por continuar com as vendas físicas.

“Sabemos que o empreendedorismo, de modo geral, oferece riscos e responsabilidades para o empreendedor, deixando claro o papel fundamental de um planejamento e a constante análise de cenários. Os empreendedores precisam estar antenados às novas tendências. A transformação digital foi a grande aliada para agilizar a gestão das empresas e aproximação com seu público-alvo, tendo por desafio, neste ano, manter a boa qualidade no atendimento e uso de ferramentas adequadas”, reforça a gerente de Inovação e Soluções do Sebrae Rio, Raquel Abrantes.

O estudo apontou, ainda que, 62% das empresas utilizam o WhastApp Business como ferramenta gerencial, acompanhado do Google Meu Negócio (38%); Propagandas pagas no Google, Facebook ou Instagram (36%); Programa (software ou aplicativo) de gestão (26%); Ferramenta para gestão de clientes (18%) e Automação de processos (15%).

“O consumidor está mais seletivo e criterioso em suas decisões, privilegiando um ambiente que favoreça a praticidade para tomada de decisão mais rápida sem gerar muito stress (seja em supermercados, consultórios, instituições financeiras; etc). O empresário precisa estar conectado e principalmente preparado para esse tipo de consumidor. Como sugestão, vale a criação de ambientes físicos e/ou virtuais com facilidades e experiências de compras, visando tomadas de decisões rápidas e economicidade de tempo”, pontua a gerente do Sebrae Rio.

Em 2021, o Sebrae Rio contabilizou quase 700 mil atendimentos e um total de 150 mil pequenos negócios atendidos. Os setores de Comércio e Serviços foram os que mais buscaram capacitação e consultoria.

Fonte: O Dia