Cerca de 90% das lojas físicas do Rio pretendem participar da Black Friday

Cerca de 90% das lojas físicas do Rio pretendem participar da Black Friday

Uma das datas mais tradicionais do varejo, responsável por significativa parcela das vendas nos Estados Unidos, a Black Friday vem se expandindo no Brasil. Antes mais voltada às vendas pela Internet, agora vem sendo cada vez mais adotada pelas lojas físicas, tanto as de rua como as dos shoppings.

 

Pesquisa do CDLRio e do SindilojasRio, realizada com 500 lojistas, mostra que 90% dessas lojas físicas pretendem participar da Black Friday, 10% a mais do que no ano passado. E quase 90% dos entrevistados acreditam que poderão incrementar as vendas em até 5%, com  a oferta de descontos entre 30% a 50%, não apenas no dia, mas ao longo da semana da Black Friday.

 

O levantamento apontou que os produtos mais procurados deverão ser eletrodomésticos, eletrônicos/ informática, smartphones, moda, e artigos para casa e decoração.

 

Segundo Aldo Gonçalves, presidente do Clube de Diretores Lojistas – CDLRio e do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Rio – SindilojasRio, que juntos representam mais de 30 mil empresas lojistas, o resultado das vendas de alguns produtos, na Black Friday de 2019, igualou-se às vendas natalinas. 

 

Ele lembrou que, em tempos de crise, a data também é uma forma de atrair e conquistar o consumidor.

“Numa época de grande dificuldade econômica como a que estamos vivenciando atualmente no país, especialmente no Rio de Janeiro, a data representa boa ferramenta de marketing e excelente oportunidade para oferecer promoções. Mas, devido à proximidade com o Natal, a Black Friday estimula os consumidores a anteciparem as compras natalinas, o que pode influenciar no resultado das vendas de fim de ano. Cabe a cada lojista, dependendo do seu segmento e do seu público-alvo, avaliar e dosar as promoções, visando a obter bons resultados, mas sem prejudicar o seu movimento do período natalino”, explica Aldo.

 

Ainda de acordo com o presidente do CDLRio e do SindilojasRio, no ano passado, mais de 40% dos consumidores preferiram comprar nas lojas físicas durante a Black Friday. “A principal justificativa é poder levar a mercadoria na hora, além da possibilidade de negociar maior desconto”, conclui Aldo.