You are currently viewing Cerca de 95% das lojas físicas do Rio pretendem participar da Black Friday

Cerca de 95% das lojas físicas do Rio pretendem participar da Black Friday

Levar a mercadoria na hora e negociar descontos maiores atraem o consumidor para as lojas físicas.

Há muito tempo, a Black Friday deixou de ser restrita ao comércio eletrônico, sendo adotada também pelas lojas físicas.

Pesquisa do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro – CDLRio e do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Rio de Janeiro  – SindilojasRio mostra que chega a 95% o total de lojas físicas que pretendem participar da Black Friday, 10% a mais do que no ano passado. Mais de 90% dos lojistas entrevistados acreditam que a promoção possa incrementar as vendas em até 6%, com oferecimento de descontos não apenas no dia (26/11), mas ao longo da última semana de novembro.

Os lojistas acreditam que eletrodomésticos, eletrônicos/informática, celulares, moda e artigos para casa e decoração serão os produtos mais procurados.

Segundo Aldo Gonçalves, presidente do CDLRio e do SindilojasRio, que juntos representam mais de 30 mil empresas lojistas, o resultado das vendas da Black Friday, em 2020, em alguns casos, igualou-se às vendas natalinas. E ele ressalta que a antecipação da data também é uma forma de atrair clientes em tempos de crise.

“Diante da grande dificuldade econômica que estamos vivenciando no país, por causa da pandemia, a Black Friday representa uma boa ferramenta de marketing e uma excelente oportunidade para oferecer promoções. Devido à proximidade com o Natal, caberá a cada lojista, dependendo do seu segmento e do seu público-alvo, avaliar e dosar os preços promocionais, para obter bons resultados sem prejudicar o seu movimento no período natalino”, explica Aldo.

Ainda de acordo com o presidente do CDLRio e do SindilojasRio, mais de 30% dos consumidores preferiram comprar nas lojas físicas durante a Black Friday no ano passado. “A principal motivação é poder levar a mercadoria na hora, além da possibilidade de negociar um desconto maior”, lembrou ele.