Revitalização do Centro do Rio – Comerciantes cobram soluções

Revitalização do Centro do Rio – Comerciantes cobram soluções

Comerciantes de diferentes segmentos, com negócios no Centro do Rio, se reuniram nesta terça-feira (8/6) na tradicional Confeitaria Colombo, situada na Rua Gonçalves Dias, para discutir ações destinadas a promover a retomada do desenvolvimento econômico da região. A reunião, que teve o apoio do SindilojasRio, do CDLRio, da Sarca e do Polo Saara, contou com a presença de representantes do poder público.

O Centro do Rio sofre há tempos com a ação de ambulantes ilegais, com a violência e a desordem urbana. O agravamento da pandemia aprofundou ainda mais a decadência da região. O presidente da Sarca – Sociedade dos Amigos da Rua da Carioca e vice-presidente de Relações Institucionais do SindilojasRio, Roberto Cury, recordou a luta permanente dos lojistas para combater o comércio ilegal na região, lembrando a construção do camelódromo na Rua Uruguaiana, entre outros episódios. Ele enfatizou que é urgente discutir a revitalização que se pretende para o Centro, ouvindo os comerciantes. Cury disse que a situação de total desordem reflete o abandono do Centro. “Hoje, temos mais portas fechadas do que abertas, em uma região vital para o desenvolvimento da Cidade do Rio de Janeiro. É preciso que o poder público efetivamente volte sua atenção para o Centro, que crie condições para proteger o comércio local e estimular novos empreendimentos”, destacou o presidente da Sarca.

Entre os comerciantes presentes, Maria Izabel Castro, representante do Palácio das Ferramentas e advogada com atuação na regularização de imóveis, abordou o problema das invasões a diversas propriedades privadas do Centro, ressaltando que a maioria desses imóveis, além de não possuir condições mínimas de ocupação, é foco de todo tipo de crimes.

“Esta situação precisa ser combatida, não pode mais ser tratada de modo negligente. A não-ação representa um verdadeiro descaso do poder público com os proprietários, tanto dos imóveis invadidos, que deveriam ser protegidos, como com os do entorno dessas ocupações, que ficam à mercê do crime e veem seus negócios perderem valor e clientes a cada dia. A administração municipal precisa interagir com o governo do estado, no âmbito da Segurança Pública, e com os poderes legislativo e judiciário, para implantar ações e solucionar este problema que só piora”, destacou a comerciante.

A advogada do SindilojasRio, Marta Brito, abordou a questão tributária, que onera o comércio de modo injusto. Ela criticou o regime de Substituição Tributária (ST) na cobrança de ICMS de vendas realizadas no estado. “Isso prejudica o fluxo de caixa das empresas, principalmente as pequenas e médias que são obrigadas a arcar com o imposto antes de se capitalizarem com as vendas”, frisou Marta.

Presente à reunião, o vereador Rogério Amorim (PSL) comentou o Projeto Reviver Centro, aprovado em primeira votação na Câmara Municipal no último dia 1º de junho. Ele explicou que ainda serão apresentadas e debatidas emendas ao projeto, destacando, no entanto, que é mais importante acompanhar e discutir o Plano Diretor da Cidade, para garantir seu pleno funcionamento e o bem-estar da população. “O Projeto Reviver é muito restrito, tem um fim muito próprio, que não visa, na sua essência, a estimular a economia”, afirmou. Já o deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL), também presente, disse que a reunião era um passo importante para buscar soluções conjuntas para o Centro. O deputado comprometeu-se a participar do próximo encontro, sugerindo que tenha como foco a Segurança Pública e inclua representantes do 5º Batalhão da Polícia Militar e da Operação Segurança Presente.

Participaram da reunião: Maria Izabel Castro (Palácio das Ferramentas); Luciana Assis (Confeitaria Colombo); Fabíula González López (Confeitaria Manon); Marisa Gil Seabra (Estacionamento Gouráu); Paulo Antonio Monteiro e Josmar Carvalho (Restaurante Delírio Tropical); Luís Eduardo Carneiro (Restaurante Armazém GD); Ronnie Arosa Carril (Rede Rio Hotéis); Ralfe Lima (Sarca); Jorge Van Erven (Polo Saara); Cesar Druker (Clube de Engenharia); Alexandre Almeida (Advogado do CDLRio); Marta Brito (Advogada) e Fernanda Souza (SindilojasRio); Luiz Cláudio Vasques (subprefeito do Centro de 2013 a 2018); Fernanda Delmonte (secretaria municipal de Habitação); Rogério Amorim (vereador); e Rodrigo Amorim (deputado estadual).